terça-feira, 16 de junho de 2009

_Acertando os ponteiros

>>>
Os estados brasileiros poderão deixar de ter horários diferenciados. A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou nesta terça-feira (16/junho/2009) proposta que unifica a hora legal no território nacional, com base no horário oficial de Brasília, que está a três horas de atraso em relação à hora de Greenwich (GMT/ Greenwich Mean Time).

Segundo explica o autor do projeto de lei, senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), a medida irá eliminar diferenças de fuso horário, em relação a Brasília, verificadas no Amazonas, Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Roraima. Para ele, as variações de horário hoje em vigor causam os mais variados transtornos, conforme enumera:

—Obstáculo à maior integração do espaço econômico nacional; prejuízo de grande monta à integração econômica das populações e atividades realizadas na porção mais ocidental da área continental brasileira; deficiente integração dos centros comerciais e industriais de Manaus, Rio Branco, Cuiabá, Campo Grande, Porto Velho e Boa Vista nos negócios realizados nas praças do centro-sul do país e enorme descompasso no ritmo vertiginoso de progresso nas comunicações e nos transportes — explicou Virgílio.

O parecer do relator, senador Gim Argello (PTB-DF), é favorável ao projeto e foi aprovado, e ainda será votado terminativamente na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE). O projeto ainda irá a plenário, mas é quase certo que será aprovado, o que significa que em breve nosso fuso horário irá mudar, independente da vontade do povo desta Guaicurúndia.

2 comentários:

Val Reis disse...

Espero que não mude, não só porque não gosto muito de acordar cedo, mas acho que o fuso foi feito com determinada pesquisa e isso tem um sentido. Agora apenas por questões financeiras muda-se tudo? Não sei... torço pra que não mude.

Casa do Maribondo disse...

Também penso que não deve mudar. Existem questões de saúde que precisam ser levadas em consideração. Mas como coniar em políticos?