segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

_Celebridades

[[[ 
Grande acontecimento da primeira semana do primeiro ano da segunda década do século, a posse da primeira presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, teve as celebridades esperadas, a começar do presidente sainte Lula da Silva, e políticos e servidores públicos notórios. Mas houve alguém desconhecido que ganhou uma celebridade instantânea: a jovem mulher do novo vice-presidente da República, Michel Temer. Do nada, alçada apenas pela diferença de idade entre ela e o marido e por sua beleza, Marcela Temer foi uma das figuras mais mencionadas da troca de comando da administração do país.

Marcela, 27 anos, está casada com Michel Temer, 70, se destacou entre as personalidades presentes à cerimônia realizada sábado, 1/jan., em Brasília. Ela disputou concursos de miss, é loira de cabelos longos, alta e magra, e desviou olhares no Palácio do Planalto. Por conta do sucesso, por volta das 21 horas, seu nome era o mais comentando nos trending topics do Twitter brasileiro e o 5º mais citado no Twitter mundial.

Além da beleza de Marcela, chamou a atenção a diferença de idade entre ela e o vice-presidente, que é de 43 anos. Isso significa que ela tem idade pra ser neta do vice.

No passado, o Carnaval era a época do ano em que pululavam pessoas ávidas por seus quinze minutos de fama; fossem elas modelos (antigamente chamadas de manequins), socialites (antigamente chamadas de "gente da alta sociedade") ou o que o valha. E, se possível, arranjar uma boquinha depois das festas para que os minutinhos de estrelato se tornassem muitos anos de carreira artística.

na era cibernética, com os Big Brothers e YouTubes da vida, a celebrização instantânea tornou-se muito mais fácil, praticamente algo do tipo "faça você mesmo". Claro que essa mudança de costumes gerou gravíssimas conseqüências, como as gravações às escondidas (o caso Daniela Cicarelli é o mais famoso) e divulgações não-autorizadas (geralmente de sexo, com o chamativo bordão "vacilou, caiu na rede"). Aliás, o sexo sempre chama a atenção do público... Moralista, a patuléia entretanto adora uma safadeza.

Portanto, não é quem quer aparecer que hoje em dia consegue seu lugar ao sol com menos sacrifício. Quem sequer pensava em alçar fama e ser reconhecido na padaria e na banca de jornal descobre o estrelato por acaso.

Fama, aura, celebridade, notoriedade, flashes, entrevistas são conseqüências do surgimento na mídia, principalmente na televisão, Internet e cinema. Muitas celebridades aparecem como meteoros e somem como relâmpagos. As celebridades instantâneas porque há uma enorme curiosidade do público e, se não houver nenhum tipo de talento, os candidatos a artistas passam uma breve temporada em alta e desaparecem. E há, claro, a forçação de barra dos jornalistas sem-pauta.

Priscilas Tavares da vida pegam carona nos modismos criados pelos meios de comunicação e tentam usar o entretenimento como forma de firmar a figura célebre, mas se deparam com as críticas e o olhar atento dos espectadores que definem o curso de suas carreiras.

Os reality shows são atualmente o cenário perfeito para o surgimento dessas celebridades, que, se usam adequadamente um pouco de suas figuras repentinamente afamadas, até conseguem encher as burras. Mas a questão principal é o que fazer com esses famosos depois que saem do foco principal. Muitos viram assessores para assuntos aleatórios, outros modelos, escritores e a maioria procura outra profissão. O que preocupa é quando o lado emocional não ajuda na hora de se recolher, levando até a depressão e síndromes do pânico, como foi o caso da Andréa do BBB 3.

O desaparecimento rápido dessas pessoas, candidatas à fama, é devido a falta de preparo para ingressar na carreira artística. Esse fenômeno acontece principalmente pelo apelo da população. O público quer saber como as pessoas se comportam. Se vêem nessas falsas celebridades.

Essas celebridades instantâneas não são privilégios do nosso país, nem somente na televisão. A cada ano que passa a indústria cinematográfica sempre alça um indivíduo qualquer à condição de astro ou estrela. Na tv é a mesma coisa. Na maioria dos casos são rostos bonitos ou personalidades bizarras, mas sem conteúdo nenhum.

Tem gente que alcança a fama porque faz vlogs ou cria algum blog brilhante. Outros, porque participam de reality shows e depois ficam atacando de dj nas festas de outros famosos. Até , normal. Mas algumas pessoas encontram caminhos bem mais peculiares para chegar e ter seus quinze minutos de fama —seja xingando muito no Twitter, vomitando nos amigos ou integrando a disputa para ser um dos colírios da Capricho.

Em 2010 aconteceram muitos casos que tiveram grande repercussão: Lorena Schonbaschler Sorrer, Camilla Uckers, Paulo Pokémon, vuvuzela,
Luís Carlos Marinho, Aretuza, Georgia Massa, Polvo Paul, Larissa Riquelme e outros.
Além da vuvuzela, que irritou geral, e do Polvo Paul, que previa o futuro, a Copa do Mundo fez a modelo paraguaia Larissa Riquelme conseguir alcançar seus quinze minutos de fama. Mas o truque de Riquelme foi algo bem mais simples que os outros dois ocupantes da lista que fizeram sucesso no mesmo período. Como ela conseguiu? Guardando o celular no decote e prometendo tirar a roupa se a seleção paraguaia fosse campeã.

Televisão, Internet, mídias sociais se tornaram uma espécie de espelho de Narciso —daí a Sociedade do Espetáculo—, palcos de exibição narcísica. Mas a exibição e a vitrine são partes integrantes da sua natureza. Desprezível, é o fato de que esta se reduza a atividades ocas e irresponsáveis. O apego demasiado a imagem e a forma em detrimento do conteúdo. Emissoras de tv comerciais em nosso meio têm sido um exemplo de desvio na qualidade, do material que veiculam revelando falta de compromissos aos impactos psicossociais que acarretam.

Marcela Temer realmente chamou muita atenção, pela beleza, pela diferença de idade, pelo bico fechado. É possível que ela se torne realmente uma celebridade consistente, dependendo das rédeas do maridão Michel. É interessante lembrar que a fama e a celebridade são fantasmas levianos e inconstantes, que se alimentam da tola vaidade humana. E tudo isso tem um outro lado: quem tem fama é difamado.

Luca Maribondo

2 comentários:

Claudinha disse...

Adorei!!!

Prof. Jânio Batista de Macedo disse...

Luca Marimbondo, como se diz no velho e saudoso: “Commoditas omnis fert secum incommoda” - Não há gosto que não custe. Para um homem vivido e rico como é caso do MICHEL TEMER foi fácil conhecer Marcela, miss Campinas em 2002 há oito anos atrás. Ela pediu para tirar uma foto ao lado dele durante um evento do qual participava no interior de São Paulo. Ele se encantou, pediu o telefone e os dois começaram o namoro. No dia da cerimonia de posse dele e da Presidente Dilma Marcela de proposito ou não, prendeu o cabelo para que notassem o nome do Michel tatuado na sua nuca. Para um homem de sangue árabe isso deve pode expressão da fidelidade! Quando os Jornalistas perguntaram ao Vice Presidente sobre sua amada, ele dizia: “Ela é discretíssima, é minha mulher, a mãe do meu filho...” Luca, seu artigo foi notável e oportuno! No no seu rastro...