sexta-feira, 28 de maio de 2010

¬¬Ah!, os sabores*

[[
Imagine um produto que muda a maneira com que homens e mulheres sentem odores e sabores: um suplemento oral que altera aroma e sabor dos fluidos sexuais. Imagine o prazer de ser capaz de apreciar o sexo oral, o mais íntimo dos atos sexuais, sabendo que doces e deliciosos sabores e odores saem de você e vêm dele (ou dela).

Diferentemente de qualquer outro produto existente no mercado, a formula de lipídios e aminoácidos faz efeito em um prazo de 7 a 28 dias. Sweet Release™ foi projetado em duas fórmulas diferenciadas: uma para homens, outra para mulheres.


A fórmula feminina do Sweet Release™ transforma os fluidos da mulher num delicado e delicioso sabor cítrico; já a fórmula para o homem muda o seu líquido sexual para o gostinho de maçã fresca. Sweet Release™ adiciona o incomparável sabor e odor de suculentas frutas frescas à nossa vida sexual oral.


Sweet Release™ está disponível agora! Por apenas 29,95 dólares, mais embalagem e transporte, para um suprimento para 30 dias, que vai mudar radicalmente sua vida.


Pode até o distinto leitor pensar que eu estou de brincadeira, mas o texto que reproduzo acima reflete a mais pura realidade e está no site de uma empresa que garante fabricar um produto que realmente muda o sabor do sêmen humano. Uma patente registrada no Escritório de Patentes da Ianquelândia, também conhecida como EUA, dá a fórmula de um complemento alimentar para que a gente tenha um esperma mais saboroso. O tal complemento consiste de uma mistura de frutas liofilizadas, vegetais e condimentos; a formulação pode ser preparada como bebida, tablete ou cápsula —os tabletes também podem ser feitos na forma de goma de mascar.


Segundo o escritório de patentes, a formulação contém: 38 a 41% de abacaxi liofilizado; 12 a 14 % de banana liofilizada; 7 a 9 % de brócolis liofilizado; 5 a 7 % de aipo liofilizado; 5 a 7% de morango ou cereja liofilizada; 5 a 7% de canela; até 1143 mg de cálcio; 400 mg de magnésio; 1,2 a 2 % de gengibre; 1,2 a 2% de noz-moscada; até 200 mg de creatina; até 100 mg de zinco; até 30 mg de selênio; até 6 mg de vitamina E; até 2,5 mg de vitamina B6; e até 0,5mg de vitamina B12. Já pensou? Uma verdadeira vitamina de padaria de bairro espirrando em jatos do seu pingolim.


Numa tradução livre, o texto do pedido de patente argumenta que essa mistura melhora o sabor do fluido da ejaculação e que certos ingredientes já faziam parte de crendices por possuírem efeitos no gosto do esperma —testes mais aprofundados resultaram na receita reproduzida acima. O responsável pela patente também afirma que toda a pesquisa de desenvolvimento durou mais de um ano e que outro ano foi necessário para fazer investigações adicionais quanto ao mercado, e que isso ajudou a tornar o preparado mais efetivo e com as concentrações mais bem ajustadas para obter um resultado otimizado.


A adição dos minerais e vitaminas foi feita com objetivo de repor os nutrientes perdidos durante a ejaculação e não tiveram efeitos na mudança do sabor. Também alegam que a mistura diminui o sabor salgado e/ou amargo do esperma favorecendo um sabor mais agradável, segundo 98,5% dos clientes.


Durante a fase de pesquisa e desenvolvimento da invenção, foi descoberto que o suco de abacaxi e o brócolis tinham pouco efeito na melhora do gosto do esperma, sem importar a quantidade que um ou o outro fosse ingerida. Os concentrados em pó desses ingredientes foram testados mas também não geraram resultados satisfatórios e somente a forma liofilizada garantiu o resultado desejado. A adição e combinação de banana, morango e aipo liofilizados tiveram um grande efeito no sabor quando combinados nas quantidades adequadas. Já o gengibre, canela e noz-moscada tiveram efeito neutralizados no gosto salgado/amargo do esperma.


Para realizar os testes de mercado do produto, seus fabricantes contaram com a ajuda de 27 casais de diferentes idades, raças e cuidados com a saúde (entre eles, fumantes/não fumantes, consumidores de bebidas alcoólicas/não consumidores, sedentários/ativos e seguidores de dietas etc. etc. e tal). Questionários foram criados e usados para coletar os dados junto aos casais, após vários meses os dados foram coletados e tabulados. Os resultados foram bastante positivos, claramente indicando que independente do estilo de vida dos casais, uma melhora no sabor do esperma foi percebida por todos eles —as mulheres, claro, pois não há notícia de que algum gay tenha participado.


Colocado no mercado com a garantia de dinheiro de volta, houve uma recusa de menos de 1,5% do produto por consumidores insatisfeitos. A invenção está atualmente no mercado na forma de bebida. A indicação de uso e preparo é que o homem ejacule mínimo uma vez antes da relação e depois consuma o produto misturando 22 gramas em 175 ml de água (agitando bem). Uma vez ingerido o produto muda o sabor do esperma por um período de aproximadamente 24 horas.

É de se ver como a ciência é maravilhosa. Faz de tudo pelo bem estar de homens e mulheres. De frutas e grãos transgênicos a ovelinhas clonadas, cientistas do mundo inteiro se esfalfam na busca da melhoria da qualidade de vida de nós todos, pobres mortais. Logo, logo, quando formos fazer sexo oral com nossas amadas companheiras vamos poder perguntar espertamente: “de que sabor você prefere hoje, Lindaura?” Vai chegar um momento em que fatalmente chegaremos à conclusão de que temos invenções demais e vamos precisar é de alguém que conserte —ou desinvente— todas as invenções desnecessárias que temos.
...................................................................................
As indicações do produto Sweet Release™: podem ser encontradas em www.sweetrelease.com

*Se você é do tipo que tem faniquito quando lê um texto sexualmente mais desabusado, acho melhor nem começar a ler este texto. Obrigado.

Texto: Luca Maribondo
Ilustração: Peter Willi

Nenhum comentário: